ACESSO CLIENTE

> Notícias

Como os CEOs estão vendo o mundo?
13 de Junho de 2016

Como os CEOs estão vendo o mundo?

A PwC Consultoria a pouco divulgou uma pesquisa realizada com cerca de 1.400 CEO’s distribuídos por todo o planeta acerca de suas visões de negócios. Boa parte mostrou-se otimista quanto a melhoria de resultados. Cerca de 30% deles afirmaram que suas organizações deverão crescer nos próximos doze meses. Avanços em tecnologia são apontados pelos executivos como fator crítico de sucesso na melhoria de resultados nos próximos cinco anos.


Uma tendência de olhar para os negócios com uma nova visão estratégica  leva-os a crer que a lucratividade de longo prazo, será a tendência ao invés de ganhos imediatos. Atendendo as expectativas dos stakeholders, os CEO’s preocupam-se em criar processos que melhorem aspectos internos relacionados com a gestão de riscos, comunicação e marca. Algumas barreiras levantadas na pesquisa, em relação a atendimento de expectativas dos players do negócio, são, em ordem de grandeza: aumentos dos custos de operação, regulamentações governamentais inconsistentes ,sem clareza e conflito entre os interesses dos stakeholders e as expectativas de performance financeira.


Quando o assunto trata de engajamento e retenção de talentos, os executivos, em grande maioria (49%), entendem que é importante foco a um pipeline de desenvolvimento futuro. Uma segunda avaliação  importante remete promoção de mudanças na cultura organizacional e em aspectos comportamentais. Quando indagados a respeito da manutenção, diminuição ou incremento da força de trabalho, 48% dizem que pretendem aumentar o quadro de colaboradores enquanto 21% indicam redução em seu headcount para os próximos 12 meses.  A inovação segue sendo prioridade quando o tema é impacto e valorização do negócio.


Cerca de 56% dos CEO’s entrevistados concordam que um dos maiores entraves aos seus negócios , são causados pelos governos locais pela não clareza relativa a aplicação de impostos e sua real efetividade.


Quanto a importância de outros países para o crescimento de seus negócios os CEO’s apontam que EUA, China e Alemanha são os três mais cobiçados, seguidos por Reino Unido, Índia e Brasil. Globalmente, os executivos consideram que o mundo dos negócios caminhe para blocos regionais, legislações múltiplas, sistemas de valores e crenças distintas e investimentos bancários regionalizados.


Finalmente mais de 60% dos CEO’s consideram importante estar aptos e preparados para responder a eventuais crises.


Por Renato Ricci (Diretor Executivo do Creative Learning Institute)


Fonte: www.exame.abril.com.br